Pular para o conteúdo principal

Postagens

Reunião da Comissão de Educação Inclusiva com Pais, Alunos e Mestres: diálogo necessário





A Comissão de Inclusão e a Coordenação da Segunda Fase do Ensino Fundamental do CEPAE realizaram no dia 14 de junho de 2018, das 16 às 18 h, a reunião com os pais dos alunos assistidos da Segunda Fase do Ensino Fundamental. Na ocasião estiveram presentes pais de alunos, alunos e membros da comissão.
Os assuntos tratados na reunião foram: 1- O trabalho de assistência a alunos na 2a fase; 2- A importância do acompanhamento dos pais no desempenho escolar dos filhos: valorização do potencial do estudante/filho(a); a inclusão dele(a) no grupo; tarefas escolares e presença nas aulas; 3- A relação pais/professores/assistentes de alunos; 4- Outros.
Após a apresentação dos participantes a professora Claudia fez uma dinâmica com os pais pedindo que cada um deles falasse em que seu filho é bom, qual o potencial do(a) filho(a). A ideia é de valorizar as qualidades e capacidades e não enfatizar só as deficiências…
Postagens recentes
II Fórum Nacional Escola de Educação Básica para Todos

Local: Centro de Cultura e Eventos da Universidade Federal de Goiás Tipo: Nacional Event email: fneebparatodos@gmail.com Período do Evento: 27 a 06 Setembro 2018
Brincar para é todos!




Uma atividade que é sempre proclamada como positiva para o desenvolvimento das crianças é a brincadeira. Entretanto, nem sempre há materiais que orientam o professor como proporcionar a brincadeira inclusiva na escola. O livro "Brincar para todos" expõe cento e cinco atividades de brincadeiras voltadas para pessoas com deficiência visual, desde bebês até a idade escolar.
Vale a pena conferir!

Baixe o livro no link abaixo:

http://portal.mec.gov.br/component/content/article?id=12665:brincar-para-todos
Livro tematiza a Síndrome de Down e traz informações relevantes para professores e pais


"O sucesso do desenvolvimento neuro-psico-motor da pessoa com síndrome de Down depende dos esforços e do conhecimento de diversos profissionais da saúde. A síndrome de Down é
uma anomalia genética que pode determinar na pessoa que a possui características e patologias que,
devidamente supervisionadas, não serão empecilho para uma vida saudável, útil e feliz".

O trecho acima é uma citação do livro "Síndrome de Down - formações, caminhos e histórias de amor", uma coletânea de textos organizados por Vanessa Helena Santana Dalla Déa e Edison Duarte, e impresso pela Phorte Editora.  O livro expõe uma série de textos com informações úteis aos diversos profissionais que atuam na estimulação da pessoa com síndrome de Down, do seu nascimento até a sua velhice, nos diversos ambientes que convive: família, escola, trabalho e atividades cotidianas. O objetivo é possibilitar informações  e conhec…
CURSO DE CAPACITAÇÃO EM DOCÊNCIA INCLUSIVA  2018


A Comissão de Inclusão do Centro de Ensino e Pesquisa Aplicada à Educação já começou seus trabalhos este ano e estruturou Curso de Capacitação em Docência Inclusiva 2018 que objetiva qualificar os assistentes de inclusão  e abrange vários temas de inclusão, veja o calendário:

CALENDÁRIO SEMESTRAL DO CURSO
1º semestre LOCAL: Laboratório Labrinco (Prédio da 1ª fase CEPAE) Quinta-feira de 11h00 as 12h30
OUTROS LOCAIS: CINE UFG e LAI (Laboratório de Acessibilidade e Inclusão da UFG)

MÊS DIA / TEMA PESQUISADOR(A) CONVIDADO(A)
Março
06 e 09 – Planejamento anual
15- Reunião de planejamento da coordenação do curso
22 – Vivência Inclusiva: Musicoterapia Música e Cognição: Seguindo o som
29 – Tema: O diário de Campo, as atividades adaptadas na sala de aula e a avaliação.
Profa Dra Cláudia Barreto Equipe

Profa Dra Cláudia Zanini (Música/UFG)
Profa Dra Cláudia Barreto

Quem somos?

O objetivo deste blog é divulgar o projeto de Educação Inclusiva desenvolvido no Centro de Ensino e Pesquisa Aplicada à Educação da Universidade Federal de Goiás (CEPAE).

O projeto é desenvolvido por meio de assistência aos alunos com diversas necessidades educacionais especificas, dentre elas Síndrome de Down, Dislexia e Autismo. Estes alunos são acompanhados por graduandos de licenciaturas, tais quais Língua Portuguesa, Pedagogia, Psicologia, Biologia e Artes Cênicas.

A assistência ocorre em conjunto ao professor regente, em que os assistentes auxiliam nas atividades desenvolvidas pelos alunos em sala de aula.